sexta-feira, 10 de abril de 2015

Pergunta de Leitora - Conhecimento sem caráter


Sou mestranda e adoro estudar. Sempre quis fazer mestrado, doutorado e depois poder trabalhar como professora universitária. Já estou quase no fim da minha dissertação, mas uma coisa que muito me decepcionou foi a atitude do meu orientador. Ele é super bem conceituado, com cursos até no exterior, só que ele é um homem grosseiro e sem o menor respeito para com quem quer que seja. Ele humilha seus orientandos, inclusive a mim, com atitudes horríveis. Só ele sabe, só ele pode e todo o resto da humanidade é vista por ele como um nada insignificante. Ele tem prazer em ridicularizar alunos e colegas. Não entendo como pode um homem tão bem estudado como ele, com tantos títulos, pode ser tão cruel? Ele é abusivo e cada vez mais o sinto como perigoso. Como se defender de pessoas assim?

            Uma coisa é o intelecto, outra é o que a pessoa de fato é. Nem sempre só porque uma pessoa tem um grande conhecimento e porta muitos títulos significa que ela é uma pessoa compassiva e generosa. O conhecimento pode até, em muitos casos, estar mascarando uma falta grave de caráter.
            Há pessoas que se utilizam perversamente do conhecimento adquirido visando tão somente ao poder e à vaidade. Possuir inúmeros títulos, ser bem conceituado alimenta a vaidade e confere mais poder, fazendo assim com que uma pessoa se acredite acima das outras, como se fosse especial. Quando o conhecimento está a serviço da vaidade e da obtenção do poder ele fica desvirtuado e ganha cores cruéis. Conhecimento sem humanidade só leva à uma vida distorcida.
            Pessoas altamente vaidosas não conseguem ver o outro como pessoa. Tudo, desde pessoas até conhecimento, é usado para alimentar sua falsa auto-estima e usa de recursos perversos para se relacionar com o mundo. É uma pessoa não confiável e com quem devemos estar atentos para não nos prejudicar, pois é um fato que pessoas assim não teriam escrúpulos nenhum e nem são capazes de sentirem culpa por seus atos.
            Ainda bem que você consegue perceber esse lado nada bom de seu orientador. Lidar com pessoas assim exige muita perspicácia e que você jamais caia nas armadilhas dele. É difícil ter que conviver com alguém assim, alguém que tenta ridicularizar e matar tudo que é humano. Para se defender é necessário que você preserve a sua humanidade e que ela não seja contaminada pelas atitudes do seu orientador. Não permita que sua inspiração pela vida a acadêmica e pelo prazer que o estudar e ensinar te proporcionam seja sujado pelos desvios de caráter de outro. Sempre tenha em mente que ele é assim, mas que você é diferente. Aprenda com essa experiência a compreender que conhecimento sem caráter de nada vale.

2 comentários:

  1. Sete pecados sociais: política sem princípios, riqueza sem trabalho, prazer sem consciência, conhecimento sem caráter, comércio sem moralidade, ciência sem humanidade e culto sem sacrifício.

    ResponderExcluir
  2. “Sete pecados sociais: política sem princípios, riqueza sem trabalho, prazer sem consciência, conhecimento sem caráter, comércio sem moralidade, ciência sem humanidade e culto sem sacrifício.”
    ― Mahatma Gandhi

    ResponderExcluir