segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Análise de Filme - Intocáveis



            O filme francês Intocáveis (2012) é um retrato de como alguém pode ajudar um outro mesmo que as condições sejam, em princípio, quase impossíveis. Philippe é um homem extremamente rico e culto que devido a um acidente ficou tetraplégico. Driss um jovem que vive em condições precárias e que já cometeu atos que o levaram preso por seis meses. Duas pessoas de mundos diferentes, de educação diferentes, que se encontram e fazem desse encontro algo enriquecedor para a vida de ambos. Afinal, apesar de serem de mundos tão distintos são do mesmo gênero: humano.
            Driss é contratado por Philippe para ser seu assistente pessoal, cuidando de suas necessidades básicas e o ajudando em determinadas tarefas que são impossíveis para um tetraplégico. Apesar de inicialmente Driss nem estar interessado nesse trabalho e não ser nada indicado para cuidar de alguém com uma condição tão frágil, Philippe decide dar ao rapaz uma chance. Essa chance dada não foi porque ele viu um potencial no jovem ou por razões humanísticas, mas simplesmente porque Philippe estava cansado de ser tratado de forma “cuidadosa”, como se ele fosse quebrar a qualquer momento. Driss o tratava normalmente, falava com ele fazendo piadas e muitas vezes até esquecia a sua real condição física. Isso fazia com que Philippe se sentisse mais humano e mais vivo.
            Já Driss, com sua espontaneidade e, ás vezes, inocência, conquista seu empregador e outras pessoas da casa e com isso aprende a ter outros pontos de vista e ver a vida de uma outra forma. Antes ele se encontrava perdido e com muita freqüência metia os pés pelas mãos e se colocava em posição de risco. A partir da convivência com Philippe ele renasceu de outra maneira. Não se trata de um filme onde um salva o outro ou onde um ensina ao outro lições edificantes, mas fala do encontro de dois seres sofredores (e quem não é?) que aprendem um com o outro e que passam a se amar.
            As verdadeiras aprendizagens da vida não acontecem através dos estudos e da intelectualidade, a boa aprendizagem ocorre através da qualidade dos relacionamentos. Só se relacionando que alguém tem a chance de vir a se tornar humano. No filme esses dois homens estavam carentes e não de uma situação física melhor ou de condições financeiras melhores, mas carentes de um encontro real, onde um possa se construir a partir do que é vivido com o outro. São muitos os que se encontram carentes disso na vida, carentes da chance de estabelecer encontros humanos.
            A história desse filme não é ficcional, mas baseada em fatos verídicos. Até hoje esses dois mantêm contato porque o que começou como apenas uma ligação profissional se tornou maior e despertou nos dois afetos que se encontravam adormecidos. Eles tiveram a coragem de se entregar a esse encontro inusitado e que muitos jamais acreditaram ser possível. Da ousadia de experimentar um encontro os dois saíram transformados para melhor. Aliás, esse deveria ser objetivo de qualquer encontro: a transformação para melhor. 

16 comentários:

  1. A sua analise ficou 10!

    ResponderExcluir
  2. adorei sua análise me ajudou muito

    ResponderExcluir
  3. gostaria de ver esse filme, em qual site consigo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://ilovefilmesonline.com/2013/08/intocaveis-assista-online.html

      Excluir
  4. Exatamente! E baseado nesse filme, vou mais longe, porém, resumindo em apenas uma única palavra: Compaixão.

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente ->MARAVILHOSO <- amei essa história ,o filme é muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Filme fantástico onde um foi o Coach do outro, fazendo resgatar valores e sonhos.

    ResponderExcluir
  7. qual o nome daquela mulher ruiva que o negão gostou? kkkk

    ResponderExcluir
  8. vai todo mundo toma no cu

    ResponderExcluir